Dignidade e ressocialização: Três Rios realiza a desinstitucionalização da clínica da Boa União

Na manhã desta quarta-feira, 12, Três Rios inaugurou três Residências Terapêuticas, todas no Centro da cidade. Os locais serão moradias dos 28 ex-internos da Clínica de Reabilitação de Três Rios, o Hospital da Boa União. 

Cada Residência Terapêutica contará com um coordenador, uma enfermeira, dois cuidadores e dois auxiliares de serviços gerais. 

O evento de inauguração das residências contou com a participação do Chefe do Executivo Municipal, Joacir Barbaglio (Joa), além do Vice-Prefeito Professor Jacqueson. A cerimônia contou ainda com a Secretária de Saúde e Defesa Civil Izabel Mendonça; a Coordenadora de Saúde Mental Marise Agostinho; a Presidente do Conselho Municipal de Saúde, Ana Cláudia Arruda; e a Promotora de Justiça do Ministério Público, Dra. Eliza Macedo Barbosa. 

“O propósito é humanizar a assistência. Hoje é um dia histórico. É histórico estarmos aqui dando dignidade a esses cidadãos trirrienses, que já sofreram com tanto preconceito e tanto estigma”, declarou Izabel Mendonça. 

“A minha alegria é imensa. É um sonho que aconteceu. Nós viemos dessa luta e, através do prefeito, da Secretária, da Promotora, de toda a equipe, foi realizado. Agradeço por fazer parte desse marco, dessa história para o município de Três Rios. Na reforma psiquiátrica, é um grande marco para a cidade. Vai ficar um legado para Três Rios”, concluiu Marise Agostinho, Coordenadora de Saúde Mental. 

Três Rios sai na frente na luta Antimanicomial 

O Prefeito Joacir Barbaglio (Joa) foi o primeiro chefe do Poder Executivo municipal da região médio Centro Sul-Fluminense a instituir as Residências Terapêuticas, que passarão a abrigar as pessoas com transtornos mentais, antes internos do Hospital da Boa União.

A Promotora de Justiça do Ministério Público e uma das principais responsáveis pelo processo de intervenção da Clínica Boa União, Eliza Macedo Barbosa falou do salto de qualidade na vida dos ex-internos, e agora assistidos, que irão ocupar as residências terapêuticas. 

“Essa casa e todas outras residências representam o renascimento; Lima Barreto disse que o manicômio condena o sujeito à morte em vida. Porque é uma realidade cruel, realidade desumana, uma realidade covarde. O conceito de alienação ela vem carregado de um preconceito, de periculosidade; a pessoa em sofrimento mental ela é segregada, isso vem passando de geração em geração.  Desde de 2001, a lei preconiza o fim dos manicômios, e que seja um recomeço a todos os pacientes”, destacou a promotora.

Antes do descerrar da placa de inauguração, o Prefeito Joa falou da felicidade que o governo tem em fazer mais e melhor para a população, e lembrou da determinação da equipe da Secretaria Municipal de Saúde que, em tempo recorde, conseguiu adequar as três residências para receber os assistidos. 

“O político pensa naquilo que o povo precisa, a gente imagina e o projeto passa para as mãos de quem realmente tem o domínio, mas no nosso governo, nós pensamos em pessoas técnicas para ocupar as secretarias. Temos que registrar a bela equipe que temos na Secretaria de Saúde, de querer fazer acontecer, é o mesmo sentimento que temos como prefeito e vice-prefeito do Município de Três Rios para fazer mais e melhor para a nossa população. Dar dignidade que começa hoje, nessa nova etapa para essas pessoas que serão assistidas nas residências terapêuticas. Um marco para a nossa gestão”, finalizou Joa.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Skip to content