Comitê de Crise COVID-19 cogita Lockdown em Três Rios

Os últimos boletins Covid-19 com o crescente número de infectados em Três Rios fez o Comitê de Crise de Enfrentamento à Pandemia realizar uma reunião nesta quinta-feira, 4, no auditório Lar Manoel Pessoa de Campos.

O Governo Municipal resolveu acionar e convidar a iniciativa privada e sindicatos para um debate sobre o combate ao coronavírus.

Otorino Bilheri, Secretário de Governo, disse que, se as medidas sanitárias decretadas pelo Prefeito Joa não forem respeitadas pelos comerciantes, um novo Lockdown (bloqueio/confinamento) será decretado.

“A ideia dessa reunião é exatamente para traçarmos um plano de ação que vamos tomar daqui em diante com relação ao enfrentamento à Covid-19”, disse Otorino.

As secretarias de Ordem Pública, Saúde, representada pela Vigilância Sanitária, Fazenda, através da coordenadoria de fiscalização, e Polícia Militar irão trabalhar em conjunto e passarão a multar e lacrar o comércio que não respeitar as medidas preventivas presentes no Decreto Municipal 6456, de 23 de janeiro, para conter a propagação do vírus.

“A Câmara Dirigente Lojista e o Sindicato dos Comerciários firmaram um compromisso de que as atitudes que serão tomadas pelo Executivo Municipal serão corroboradas por eles, que se tornaram parceiros”, alerta o Secretário.

Ainda conforme Otorino Bilheri, a Prefeitura de Três Rios irá: “colocar fiscalização na rua e aqueles estabelecimentos que foram notificados ou autuados serão fechados, lacrados e com os alvarás cassados” –  concluiu.

Além disso, a Prefeitura Municipal de Três Rios está enviando uma matéria para aprovação da Câmara de Vereadores com o objetivo de multar o cidadão que for flagrado transitando sem máscara no município. A multa será veiculada ao CPF.

É importante ressaltar que Três Rios precisa que todos cooperem no combate à pandemia do Novo Coronavírus; os números estão altos e o risco do Município ir para a bandeira vermelha é iminente.

“O enfrentamento é de todo o cidadão. Essa guerra é de todos. Se você não quer ver um ente querido seu com essa doença, ou ao menos que a gente não tenha uma pandemia generalizada, como ocorreu em Manaus – AM, cada cidadão tem que fazer sua parte. Essa guerra é de todos os comerciantes, todos os prestadores de serviços e toda a população”, finalizou Otorino Bilheri.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com